Agosto Lilás: violência contra mulher é tema de debate na Câmara de Itabaiana

A sessão contou com a participação da Assistente Social Lucivânia Lisboa


A Violência Contra Mulher foi tema de debate na sessão desta terça-feira, 10, na Câmara de Vereadores de Itabaiana. Em alusão aos 15 anos da Lei Maria da Penha, a assistente social Lucivânia Lisboa, convidada pela Vereadora Ivoni Andrade, expôs dados e explicou os tipos de violências sofridas diariamente por mulheres, além de alertar sobre a importância de políticas públicas voltadas para o combate ao crime. 


De acordo com Lucivânia, em Itabaiana estão em andamento cerca de 360 processos de violência doméstica e 170 medidas protetivas estão em vigor. “Há pouco mais de um ano atrás estive nesta casa e, infelizmente, as coisas não mudaram. Mais e mais casos vêm acontecendo em todo o mundo e em Itabaiana isso não é diferente. A gente enquanto assistência, estamos acolhendo estas mulheres e fazendo o acompanhamento, mas é necessário reforçar a prevenção à violência”, disse a assistente. 


Ainda segundo Lucivânia, é importante alertar os parlamentares sobre as necessidades da criação de projetos de lei em caráter preventivo. “A violência contra a  mulher é histórica. Quando o Brasil foi colonizado, centenas de mulheres foram violentadas nas aldeias. O mesmo foi vivido no período da escravidão, quando se tinha a visão de mulher como objeto e o mesmo ocorre nos dias atuais: a mulher, enquanto companheira, é vista como propriedade do homem e isso culmina em vários tipos de violência”, explicou Lucivânia. 

TIPOS DE VIOLÊNCIA 

  • Física: É qualquer ato contra a integridade ou saúde corporal da vítima. 
  • Psicológica: É qualquer ação que cause prejuízo psicológico, como humilhação, chantagem, insulto, isolamento e ridicularização. São também considerados danos emocionais o controle de comportamento da mulher.
  • Sexual: É aquela que força a mulher a presenciar, manter ou participar de relação sexual indesejada. Impedir o uso de método contraceptivo ou forçá-la à gravidez, aborto ou prostituição mediante força ou ameaça também se enquadram nesse tipo.
  • Patrimonial: São situações quando o agressor destrói bens, documentos pessoais e instrumentos de trabalho.
  • Moral: Caluniar, difamar ou cometer injúria contra a mulher. 

AGOSTO LILÁS: ITABAIANA A FAVOR DA VIDA 


A campanha Agosto Lilás: Itabaiana a Favor da Vida foi criada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, através da Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (CMPPM) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social “Mãos Dadas” (CREAS). O intuito é alertar a população sobre os tipos de violência e promover a conscientização da importância de políticas públicas voltadas no combate ao crime. 


A Câmara de Vereadores de Itabaiana apoia esta causa. Disque 180 e denuncie!

Mapa do Site

Acessibilidade Contraste Mapa do Site Voltar ao Topo