ACESSIBILIDADE - LEI nº 13.146/2015


Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas conforme o modelo abaixo: ALT + [Nº de atalho]

ALT + 1

Ir para o Conteúdo

ALT + 2

Ir para o Menu

ALT + 3

Ir para a Busca

ALT + 4

Ir para o Rodapé

ALT + 5

Acessibilidade

ALT + 6

Mapa do site

ALT + 7

Acesso a Informação

ALT + 8

Cor Original

ALT + 9

Cor com contraste

Botão/Tecla +

Aumentar Fonte

Botão/Tecla -

Diminuir Fonte

Botão/Tecla =

Fonte Original

Leitores de Tela

Nosso Portal foi desenvolvido para ser compatível com softwares leitores de tela. Assim, basta que o usuário tenha instalado em seu computador um destes softwares que será possável ouvir o que está escrito ou desenhado no site.

Agência de Notícias

Durante a sessão do dia 07/08, vereadores voltaram a cobrar do governo o pagamento dos motoristas do transporte escolar

De acordo com os parlamentares, o atraso no pagamento dos salários já passa de três meses.

07/08/2018 20:17 - atualizado em 09/08/2018 08:50


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

Durante a sessão do dia 07/08, vereadores voltaram a cobrar do governo o pagamento dos motoristas do transporte escolar

Aberta a sessão ordinária do dia 07/08, o presidente interino da Câmara Municipal de Itabaiana, vereador Marcos Oliveira  (PTC),  concedeu a palavra ao vereador Gustavo Santana  (MDB), que iniciou o seu pronunciamento dizendo que Itabaiana se tornou um grande picadeiro, mencionando o caso da empresa de publicidade que concedeu título de um dos cem melhores prefeitos do Brasil ao prefeito Valmir de Francisquinho, por ter sido esta, a mesma empresa que concedeu um título a um jumento, cuja matéria fora exibida em rede nacional através do semanário Fantástico da Rede Globo. O vereador também criticou à situação do Conselho Tutelar do município, que segundo ele, está abandonado pela atual gestão, assim como, teceu críticas ao trabalho desenvolvido pela Secretária de Desenvolvimento Social, que de acordo com o parlamentar, não tem atendido aos anseios da população.  O vereador finalizou cobrando da atual gestão, o pagamento do reajuste salarial de 7% aos servidores do município, cujo mesmo foi aprovado nesta casa.

O vereador Wagner Menezes (PR), criticou o governo do estado pela falta de pagamento dos motoristas do transporte escolar da rede estadual, que já estão com três meses sem receber os seus vencimentos. O vereador Moisés Mendonça pediu aparte e acrescentou que neste caso, além do estado, a empresa contratada para prestação do serviço, também tem responsabilidade porque, na ausência do estado, deveria ter capital de giro para uma eventualidade como essa. O vereador Marcos Oliveira questionou se o caso é de perseguição a Itabaiana, ou se é um problema generalizado de incompetência administrativa do estado. O vereador Roosevelt Santana lamentou o problema, e disse que reconhece que a empresa deve ter capital de giro, conforme mencionou o colega Moisés Mendonça, mas atribui à responsabilidade maior ao estado, porque no seu entendimento, nenhuma empresa se mantém solvente com tamanho calote do estado, pois, o atraso já chega a três meses. O vereador Wagner Menezes ratificou às palavras dos colegas e lamentou esse descaso do governo com a educação do estado.

O vereador Sinvaldo Góis (MDB), iniciou o seu pronunciamento dizendo que Valmir de Francisquinho é o Sérgio Cabral de Sergipe. Disse que os ônibus contratados por Luciano Bispo, que transportam os estudantes da rede estadual estão rodando normalmente, que apenas os ônibus com faixas azuis estão parados, segundo ele, por ordem do prefeito de Itabaiana. De acordo com o vereador o prefeito está cobrando R $:600,00 de multa a um simples vendedor de suco. O parlamentar afirmou que o prefeito nomeou recentemente 450 cargos comissionados visando o período eleitoral, e finalizou lamentando o episódio exibido pelo fantástico da rede Globo, que mostrou que a mesma empresa que concedeu o título de um dos melhores prefeitos do Brasil a Valmir de Francisquinho, também concedeu a um jumento.

O vereador Roosevelt Santana (PSB), iniciou ironizando o pronunciamento qu o mesmo classificou de raivoso do vereador Sinvaldo Góis, dizendo que o pronunciamento demonstrou um certo nervosismo, e sugeriu que talvez o nervosismo seja pela proximidade das eleições. Lamentou que ao invés de os vereadores de oposições tentarem distorcer à realidade dos fatos atribuindo à uma perseguição política do prefeito Valmir de Francisquinho, deveriam defender os interesses dos estudantes junto ao governo do estado. O parlamentar informou na oportunidade, que esse já é décimo quinto atraso no pagamento aos motoristas do transporte escolar da rede estadual. O vereador Wagner Menezes pediu aparte e em resposta à afirmação do vereador Sinvaldo Góis, quando disse que os vereadores de situação que defendem o prefeito, o fazem porque recebem algo em troca, perguntou o que os vereadores de oposição recebem para defender três meses de atraso.

A vereadora Ivone Andrade (MDB), rebateu às críticas ao governo do estado no que diz respeito ao atraso no pagamento dos motoristas do transporte escolar da rede estadual. Na oportunidade, a vereadora cobrou o pagamento do reajuste de 7% aos servidores públicos municipais, declarando que Valmir deixou de conceder aumento a quem mais necessita, em contrapartida, tem nomeado várias pessoas com salários altíssimos, e com gratificação de 100%, sendo que em sua grande maioria, segundo a parlamentar, sequer prestam qualquer serviço ao município. A vereadora também criticou o vereador Moisés Mendonça, pelo fato de ser do povoado Pé do Veado e nada ter feito por aquela comunidade.

O vereador João Cândido Sobrinho (PSB), iniciou lamentando o impasse entre vereadores de situação e oposição que ao invés de buscarem uma solução para o problema do transporte escolar, estão mais preocupados em defender os seus líderes. Disse ainda que é também de responsabilidade dos empresários, o pagamento dos motoristas, pois, de acordo com o vereador, eles deveriam ter capital de giro para esse tipo de eventualidade. O vereador também criticou o prefeito Valmir de Francisquinho pelo fechamento de algumas escolas da zona rural. João Cândido também criticou às promessas não cumpridas por André Moura e Eduardo Amorim, relativas a recursos que deveriam ser aplicados em obras para Itabaiana, citando como exemplo, o estádio municipal e o terminal rodoviário, pois segundo ele, o município construiu um ponto de ônibus. O vereador disse que está esperando a chegada dos milhões prometidos, inclusive, para pavimentação dos povoados.

O vereador Moisés Mendonça (PR), disse que está neste parlamento a um ano e sete meses, e nunca subiu à tribuna para mentir ou dizer que faria algo que não fez. Criticou o governo do estado que segundo ele, não cumpre nada do que promete. Disse que ao contrário do que afirmaram os vereadores de oposição, não depende do prefeito Valmir nem de ninguém, e que o líder da oposição Luciano Bispo passou 16 anos a frente do município, e nada fez pelo povoado mencionado pela vereadora Ivoni Andrade. O vereador Roosevelt Santana pediu aparte e esclareceu ao vereador João Cândido que levanta a bandeira em defesa dos estudantes há três anos, quando se iniciou essa problemática do atraso no pagamento dos motoristas do transporte escolar da rede pública estadual, já em relação à vereadora Ivoni Andrade, o parlamentar disse que a vereadora nunca foi bem tratada como professora, como nessa gestão, recebendo o piso nacional e salários em dia.

O vereador Moisés Mendonça respondeu à vereadora Ivoni Andrade que não é individualista e fominha, por isso prestigia não apenas o Povoado onde nasceu, mas vários outros que também precisam de benefícios, e que não procede à declaração da vereadora, que nunca foi feito nada no Povoado Pé do Veado, pois, o cemitério por exemplo foi todo reformado, inclusive, A prefeitura fez todo o piso. Já em relação ao ex-prefeito Luciano Bispo, segundo o vereador, a época recebeu 300 mil reais para reformar o cemitério do rumo e apenas pintou os muros.

O vereador José Virtuoso (SD), rebateu às críticas da oposição à atual gestão, e enfatizou que o que está ao seu alcance para proteger os animais em Itabaiana, o vereador tem feito, e que, ao contrário do que diz à oposição, o município tem dado à sua contribuição.

O vereador José Carlos Santana (PR), iniciou o seu pronunciamento combatendo o uso de carros de som no comércio extrapolando os decibéis permitidos por lei. O vereador João Cândido pediu aparte, parabenizou o colega pelo tema e enfatizou que já existe uma lei municipal que regula o limite de decibéis utilizados por donos de carros de sons em Itabaiana, e que a SMTT deve fazer a fiscalização, para fazer com que a lei seja cumprida. O vereador também sugeriu que houvesse o encaminhamento de um projeto que proíba o uso de fogos em campanhas políticas. O vereador João Cândido o parabenizou pelo tema, entretanto, disse que tal propositura poderia causar um conflito dentro do próprio grupo de situação, porque segundo ele, na atual gestão, tudo é motivo para soltar fogos. O vereador José Carlos respondeu que o projeto se refere apenas às eleições.

O vereador Marcos Oliveira (PTC), iniciou o seu pronunciamento parabenizou o vereador José Carlos Santana pelo tema abordado, e esclareceu que em relação à preocupação com os carros de som durante o período eleitoral, já houve uma determinação pelo TSE que veda à utilização de carros de sons isoladamente e fora dos eventos políticos, como carreatas, caminhadas, comícios e passeatas. O vereador também lamentou o pronunciamento raivoso da oposição, principalmente em relação ao vereador Gustavo Santana, por ser um advogado com doutorado, e ter feito um pronunciamento com tão baixo nível, dizendo que o jegue precioso divulgado pelo fantástico, pode ser mais competente do que o prefeito Valmir de Francisquinho. O vereador classificou o discurso de raivoso e mesquinho. Na oportunidade, rebateu a afirmação de que Valmir só calçou 100 metros no Povoado Carrilho, pois segundo ele, além de toda pavimentação já feita, a partir de agora, o município irá inaugurar uma rua pavimentada toda segunda-feira. O vereador finalizou ressaltando a valorização do magistério na atual gestão, e dizendo que a vereadora Ivoni Andrade só não foi maltratada na gestão do seu líder, porque foi privilegiada por ser vereadora, ao contrário dos demais servidores que quando recebiam, era nos fundos da prefeitura debaixo de um sol causticante.

O vereador José Roberto (PP), disse estar muito feliz com a boa notícia da alta do presidente desta casa, vereador José Teles de Mendonça, que já está em casa se recuperando. O vereador declarou que em conversa com a vereadora Ivoni Andrade, a mesma lhe disse que a documentação exigida pelo município para autorização de uso de solo para pavimentação do acesso aos povoados Carrilho, Bom Jardim e Barro Preto já foi entregue ao município.  O parlamentar também falou sobre o problema do transporte público escola da rede estadual, na oportunidade, lamentou a situação dos motoristas que estão há três meses sem receber. O vereador cobrou a melhoria das estradas dos povoados. Na oportunidade, o vereador Marcos Oliveira informou que o município já recuperou várias estradas, inclusive, a estrada de acesso ao povoado Cabeça do Russo.

Encerrada a sessão ordinária do dia 07/08, na Câmara Municipal, o presidente em exercício, vereador Marcos Oliveira convocou nova sessão para a próxima quinta-feira (09/08), em horário regimental.


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

OUTRAS NOTÍCIAS