ACESSIBILIDADE - LEI nº 13.146/2015


Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas conforme o modelo abaixo: ALT + [Nº de atalho]

ALT + 1

Ir para o Conteúdo

ALT + 2

Ir para o Menu

ALT + 3

Ir para a Busca

ALT + 4

Ir para o Rodapé

ALT + 5

Acessibilidade

ALT + 6

Mapa do site

ALT + 7

Acesso a Informação

ALT + 8

Cor Original

ALT + 9

Cor com contraste

Botão/Tecla +

Aumentar Fonte

Botão/Tecla -

Diminuir Fonte

Botão/Tecla =

Fonte Original

Leitores de Tela

Nosso Portal foi desenvolvido para ser compatível com softwares leitores de tela. Assim, basta que o usuário tenha instalado em seu computador um destes softwares que será possável ouvir o que está escrito ou desenhado no site.

Agência de Notícias

Vereadores de Situação dizem durante sessão que em Itabaiana só há dois grupos políticos: um liderado por Valmir de Francisquinho e o que lhe faz oposição.

Para a bancada de situação, Maria Mendonça e Luciano Bispo trabalham com o intuito de derrotar Valmir politicamente.

11/09/2018 17:13 - atualizado em 11/09/2018 21:13


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

Vereadores de Situação dizem durante sessão que em Itabaiana só há dois grupos políticos: um liderado por Valmir de Francisquinho e o que lhe faz oposição.

Aberta a sessão ordinária do dia 11/09, o presidente da Casa, vereador José Teles de Mendonça concedeu a palavra ao vereador Gustavo Santana (MDB), que iniciou o seu pronunciamento tecendo diversas críticas ao prefeito Valmir de Francisquinho e a sua gestão, comparando-o ao ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. De acordo com o parlamentar, o prefeito está sendo investigado por desvios de verbas públicas, e em razão disso, o vereador ironizou dizendo que Valmir levou para casa todo estoque de remédios controlados como rivotril e lexotan dos postos médicos. Segundo o vereador, o secretário de agricultura do município Erotildes de Jesus até emagreceu em função de estar sendo investigado também por suspeita de desvio de verbas oriundas de tributos cobrados no matadouro municipal.

A vereadora Ivoni Andrade (MDB) disse que fica perplexa ao ver o que acontece em Itabaiana. Também disse que leu o TAC assinado pelo gestor municipal assumindo o compromisso de exonerar todos os cargos comissionados após dezembro de 2018, que para a parlamentar, são nomeações a troco de voto, ou seja, passada a eleição a exoneração seria iminente. A vereadora, inclusive, cobrou a publicação das nomeações dos agentes da guarda municipal que até agora não ocorreu. Também disse que o gestor está respondendo à uma ação de improbidade administrativa por ter desviado recursos do Fundeb. A vereadora declarou que o prefeito Valmir de Francisquinho não gosta de pobre e não tem projetos para a população mais carente.

O vereador Sinvaldo Góis (MDB) denunciou que os garis estão trabalhando sem equipamentos de segurança, o que pode ocasionar, inclusive, problemas de saúde pelo contato direto com o lixo. O vereador também denunciou que em Itabaiana existem dois pontos de táxis de Malhador, funcionando de forma clandestina com a permissão do gestor municipal, em troca de votos para o seu filho. Também criticou à atuação da SMTT pela falta de fiscalização, por fazer vista grossa à referida irregularidade. O vereador afirmou que o prefeito está fazendo visitas aos eleitores e oferecendo dinheiro em troca de voto. O vereador finalizou dizendo que o colégio agrícola está em ruínas pelo abandono da gestão e que também falta médicos e medicamentos nos postos de saúde do município.

O vereador Marcos Oliveira (PTC) disse que é engraçado ouvir os discursos demagógicos da oposição que condena a queima de fogos na campanha eleitoral de Talyson de Valmir, quando a oposição solta fogos da mesma forma. O vereador repudiou às críticas de compra de votos atribuídas ao prefeito Valmir, uma vez, que o próprio vereador Arivaldo de Rezende, declarou recentemente que no gabinete do presidente da Alese já presenciou o Deputado Luciano Bispo entregar dinheiro a título de ajuda ao Capitão Samuel. Disse também que à crítica em relação aos cargos comissionados não procede e que em relação à denúncia feita pela vereadora Ivoni Andrade, de existência de indícios de desvios de verbas da educação, também não procede, pois, o que houve foi apenas o pagamento a servidores que segundo o Ministério Público entendeu que foram contratados de forma inadequada, contudo, sem enriquecimento ilícito em relação ao gestor ou a qualquer agente público, muito diferente do alegado pela vereadora.

O vereador Moisés Mendonça (PR) disse que o povo de Sergipe não irá mudar sua opinião em relação ao candidato ao governo Belivaldo Chagas em função obras consideradas eleitoreiras para o parlamentar. Rechaçou às críticas da vereadora Ivoni Andrade ao gestor municipal, quando afirmou que o asfalto feito na Cajaíba foi de péssima qualidade, dizendo que a vereadora deveria cobrar do governo a obra de pavimentação da rodovia estadual que liga a BR 235 em Itabaiana à BR 101 no município de Itaporanga D'ajuda, que segundo ele, é uma vergonha. Disse que o atual governo acabou com estado, mesmo tendo recebido mais de um bilhão de reais, sendo que só do Proinvest foram mais de 700.000.000, 00, e ainda assim, não fez nada pelo povo de Sergipe. O vereador lembrou que Valmir assumiu à prefeitura com três meses de salários atrasados e milhões em dívidas com os credores, e que, com muita responsabilidade conseguiu regularizar os pagamentos e resgatar o crédito do município, dando dignidade ao servidor público.

O vereador João Cândido Sobrinho (PSB) disse que fica a observar os debates na câmara, e chegou à conclusão que os dois grupos, laranja e azul são muito parecidos, porque segunda ele, o município faz asfalto nos povoados de péssima qualidade, como por exemplo nos povoados Ribeira e Cajaíba, e o governo deixou de cumprir sua obrigação, por estar enganando à população em relação à obra de pavimentação da  rodovia  que liga a BR 235 à BR 101. Também se referiu ao TAC que estabelece que o município deve demitir 720 cargos em comissão, assim como, também criticou os mais de 900 cargos nomeados na Assembleia Legislativa. Para o vereador os dois grupos são muito parecidos.

O vereador Wagner Menezes (PR) explicou que a defesa que faz da gestão municipal, se baseia nas obras realizadas e nos benefícios proporcionados pela gestão à população. Lembrou que na gestão do ex-prefeito Luciano Bispo, os professores chegaram a fazer via-sacra cobrando o pagamento dos salários atrasados. Disse que enquanto os vereadores de oposição criticam à gestão da educação no município, cobrando fiscalização do Ministério Público, a Secretaria de Estado da Educação está sendo investigada pela polícia federal e MPU por suspeita de desvios de verbas públicas do transporte escolar. Para o vereador, os colegas de oposição fecham os olhos para os desmandos do governo do estado, no entanto, fazem oposição sistemática à administração Valmir de Francisquinho. Disse que Jackson Barreto mentiu ao dizer em uma emissora de rádio que só é candidato porque Lula pediu.

O vereador José Carlos de Santana (PR) rebateu às críticas da vereadora Ivoni Andrade à atual gestão, bem como, repudiou à comparação feita pelo vereador João Cândido Sobrinho, que teria dito em seu pronunciamento que os dois grupos, azul e laranja são iguais. Na oportunidade, o vereador perguntou ao colega se quando ele fazia parte do agrupamento liderado pelo prefeito Valmir de Francisquinho, também pensava dessa forma?

O vereador José Virtuoso (SD) iniciou parabenizando a vereadora Ivoni Andrade por ter reforçado uma indicação de sua autoria com o objetivo de implantação hortas no município. Também parabenizou o vereador Sinvaldo Góis pelo apoio à causa animal. O vereador também criticou à paralisação das obras de pavimentação da rodovia que liga Itabaiana a Itaporanga por parte do governo do estado. Na oportunidade questionou o colega Marcos Oliveira, se o mesmo tinha conhecimento de reinício das obras de pavimentação, uma vez, que o vereador esteve na Cajaíba no dia de ontem? O vereador Marcos Oliveira respondeu dizendo que realmente a obra está parada, em que pese, que o governador enviou máquinas para o local, há 27 dias da eleição, o que para o parlamentar se trata de uma manobra eleitoreira. O vereador Wagner Menezes pediu aparte e disse que lamenta que a Deputada Maria Mendonça tenha ingressado com uma ação judicial, com o objetivo de proibir à utilização da imagem do Pato na campanha de Talyson de Valmir, sendo que não teve a mesma iniciativa em relação ao jegue, símbolo da campanha de Luciano Bispo, deixando claro que o problema da deputada é única e exclusivamente contra Valmir de Francisquinho.

O vereador Paulo Messias (MDB) aconselhou os servidores comissionados da prefeitura que não acreditem no prefeito Valmir de Francisquinho, que não façam dívidas porque podem ser demitidos logo após a eleição de 07 de outubro. O vereador também disse que o colega vereador José Carlos de Santana está torcendo para que o tomógrafo do Hospital Regional de Itabaiana não funcione e deixe a população sem atendimento. O vereador disse que se tivesse a mesma certeza que seria salvo, como tem em relação à vitória de Belivaldo, poderia se considerar um homem realizado.

O vereador José Roberto (PP) lembrou que havia dito que iria fazer uma denúncia ao Ministério Público para que o município demitisse os cargos comissionados para que os concursados que estão na espera assumissem, contudo, disse que ficou feliz ao saber que o Ministério Público já adotou todas às providências necessárias, e obrigou o município à assumir o compromisso de até o final de dezembro deste ano, demitir os servidores comissionados e convocar os concursados, por meio de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta). O vereador disse que os eleitores de Maria têm sofrido perseguição por parte da SMTT, inclusive, afirmou que foi vítima dessa perseguição.

Encerrada a sessão ordinária do dia 11/09, na Câmara Municipal, o presidente da casa, vereador José Teles de Mendonça convocou nova sessão para a próxima quinta-feira (13/09), em horário regimental.


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

OUTRAS NOTÍCIAS