ACESSIBILIDADE - LEI nº 13.146/2015


Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas conforme o modelo abaixo: ALT + [Nº de atalho]

ALT + 1

Ir para o Conteúdo

ALT + 2

Ir para o Menu

ALT + 3

Ir para a Busca

ALT + 4

Ir para o Rodapé

ALT + 5

Acessibilidade

ALT + 6

Mapa do site

ALT + 7

Acesso a Informação

ALT + 8

Cor Original

ALT + 9

Cor com contraste

Botão/Tecla +

Aumentar Fonte

Botão/Tecla -

Diminuir Fonte

Botão/Tecla =

Fonte Original

Leitores de Tela

Nosso Portal foi desenvolvido para ser compatível com softwares leitores de tela. Assim, basta que o usuário tenha instalado em seu computador um destes softwares que será possável ouvir o que está escrito ou desenhado no site.

Agência de Notícias

Debates e pronunciamentos acalorados, inclusive, com ofensas pessoais, marcaram à Sessão da Câmara Municipal desta quinta-feira (20/09).

Desta vez, às ofensas partiram do vereador Sinvaldo Góis contra o colega Roosevelt Santana, que na oportunidade recebeu o apoio dos seus colegas.

20/09/2018 17:12 - atualizado em 20/09/2018 17:12


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

Debates e pronunciamentos acalorados, inclusive, com ofensas pessoais, marcaram à Sessão da Câmara Municipal desta quinta-feira (20/09).

Aberta à sessão ordinária do dia (20/09), na câmara municipal, o presidente da Casa, vereador José Teles de Mendonça (PR), concedeu a palavra ao vereador Gustavo Santana (MDB), que iniciou o seu pronunciamento falando que não quer ser o pai da criança, se referindo à crítica do vereador José Virtuoso, que teria dito que o parlamentar agora quer pousar de defensor dos animais, quando na verdade, segundo José Virtuoso, o vereador nunca fez nada em defesa dos animais no município. O vereador se contrapôs à essa afirmativa, dizendo que tem serviços prestados nessa área, e que pretende fazer muito mais. O vereador voltou a dizer que existe na câmara uma nova associação chamada AVCITA, ironizando os colegas vereadores de situação, por serem aliados ao prefeito Valmir de Francisquinho.

O vereador Sinvaldo Góis (MDB), criticou à administração municipal, porque segunda ele, os esgotos do bairro Bananeira estão entupidos há vários dias, gerando transtornos aos moradores daquela comunidade. O vereador voltou a pedir votos para o seu líder político Luciano Bispo, candidato a deputado estadual, e criticou à candidatura de Talyson de Valmir, por ser ele muito jovem para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, segundo declarou o parlamentar.

O vereador José Carlos de Santana (PR), rebateu às críticas do vereador Sinvaldo Góis a atual gestão. O vereador Roosevelt Santana pediu aparte, e fez questão de ler uma matéria publicada em um jornal de circulação em todo estado, sobre denúncia feita pelo Ministério Público contra Luciano Bispo, por ser ele, suspeito de usar a empresa pública DESO para angariar votos em troca de benesses e empregos, cujo vereador Sinvaldo Góis também é investigado como intermediador das negociatas, de acordo com o MP. O vereador também disse que Sergipe está uma vergonha, e que a partir de Eduardo Amorim à frente do governo, o Sergipano terá mais possibilidades, através da geração de empregos.

O vereador Paulo Messias (MDB), cobrou da gestão atual, a limpeza de um terreno baldio existente no Bairro Miguel Teles, bem como, A retirada de entulhos do local. O vereador finalizou respondendo ao colega José Carlos de Santana, que ao contrário do que ele disse, que, em sua visão, caso Belivaldo Chagas seja eleito, Sergipe estará em boas mãos.

A vereadora Ivoni Andrade (MDB), pediu calma aos colegas vereadores, se referindo à uma divergência e princípio de discussão ocorrido entre os vereadores, Sinvaldo Góis e Roosevelt Santana. O vereador Roosevelt Santana lembrou que sempre pregou o respeito entre os pares, lamentando à postura de ofensa pessoal apresentada pelo colega Sinvaldo Góis. O vereador João Cândido parabenizou a colega Ivoni Andrade por ter levantado a questão pedindo calma entre os parlamentares, e se dirigiu ao colega Sinvaldo Goiás dizendo que questões pessoais e palavras desonrosas não devem ser trazidas para esta casa. A vereadora endossou às palavras do vereador Paulo Messias, cobrando da gestão municipal providências em relação à necessidade de limpeza de um terreno baldio existente no bairro Miguel Teles.

O vereador João Cândido Sobrinho (PSB), iniciou o seu pronunciamento ressaltando sua felicidade pelo nascimento de sua netinha, ocorrido no dia de hoje. O vereador aproveitou à oportunidade para repudiar os ataques pessoais desferidos pelo vereador Sinvaldo Góis contra o colega Roosevelt Santana. Também disse que a divergência política é natural e aceitável, por outro lado, reprova veementemente qualquer invasão ou ataque à vida pessoal dos colegas. O parlamentar também ergueu à bandeira de proteção aos animais no município, bem como, cobrou à implantação do chip em animais, por parte da secretaria municipal de agricultura, como forma de controle e segurança, mencionando os constantes acidentes envolvendo animais na pista, inclusive, o último ocorrido no dia de ontem.

O vereador Roosevelt Santana (PSB), iniciou repudiando às ofensas pessoais do vereador Sinvaldo Góis contra sua honra, dizendo que não entendeu à reação do parlamentar, uma vez, que o mesmo apenas leu uma matéria extraído do site do próprio Ministério Público, na qual o vereador Sinvaldo Góis consta como investigado. O parlamentar também contestou à postura do colega, que ele classifica como esnobe, ao tripudiar do mesmo por ter sido eleito como suplente, acreditando ser um demérito para o parlamentar. Na oportunidade, fez questão de lembrar que obteve mais votos do que muitos colegas eleitos, e nem por isso seus mandatos são ilegítimos, porque isso é permitido pelo atual sistema político que utiliza como fator determinante para eleição do parlamento, o sistema de cociente eleitoral.

O vereador Wagner Menezes (PR), lamentou às ofensas feitas pelo vereador Sinvaldo Góis contra o colega Roosevelt Santana. Disse que às ofensas fogem às atribuições e objetivos do parlamentar. O vereador pediu cautela e respeito entre os colegas, e defendeu que os debates nesta casa, devem ocorrer somente no campo das ideias.

O vereador Marcos Oliveira (PTC), iniciou o seu pronunciamento lembrando de um preceito constitucional, que estabelece que os serviços essenciais não podem ser cessados a qualquer tempo, muito menos totalmente. O vereador fez menção ao referido preceito para esclarecer que o TAC que prevê demissões de comissionados no município, não foi criado na atual gestão, e rebateu à conduta da oposição, que primeiro critica a contratação de servidores comissionados e defendem a exoneração dos mesmos, e depois se critica eventuais demissões em razão do próprio TAC. O vereador também ponderou sobre a necessidade do respeito mútuo entre os colegas parlamentares, repudiando às ofensas feitas pelo vereador Sinvaldo Góis contra a honra do colega Roosevelt Santana, defendendo que os debates na câmara sejam estabelecidos no campo das ideias, e nunca das ofensas pessoais e dos xingamentos. O vereador finalizou fazendo uma reflexão sobre a pregação de ética feita pela oposição, uma vez, que apoia um candidato, que embora não esteja praticando nenhuma ilegalidade, recebe três aposentadorias.

Encerrada à sessão ordinária do dia (20/09), o presidente da Casa, vereador José Teles de Mendonça convocou nova sessão para a próxima terça-feira (26/09), em horário regimental.


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

OUTRAS NOTÍCIAS